tutorial

Caros amigos, é simples localizar uma melodia aqui no blog, basta ir no box "pesquisar no blog" e escrever o parametro da pesquisa, seja o numero do salmo, ou uma frase, ou a data logo abaixo da janelinha do Facebook (aliás, visite minha página, mande um convite ou seja um seguidor). Você também encontrará as melodias nos arquivos do blog, onde são disponibilizadas por ordem de data cronologicamente. Você ainda tem a opção de receber as melodias novas no seu Email, basta cadastrá-lo no box "siga-nos em seu Email". Se você usar a melodia do blog, por favor, deixe um comentário com sua cidade e paróquia. Espero ajudar, boa Missa à todos.

Aos Salmistas...

Para cantar a ti, meu Senhor Jesus, quem me dera ter olhos de águia, coração de criança e uma língua polida pelo silêncio!
Frei Ignácio de Larrañaga

Ouça a radio cantesalmos

Ouça a rádio cantesalmos - para uma melhor navegação, click no link a seguir com o botão direito e escolha "abrir em uma nova guia"


pesquise no blog

siga-nos em seu email

salmo 78, 26 de junho 2014 (26/06/2014)

 Este salmo descreve a tragédia causada pela invasão babilônica em 586 a.C. A súplica procura comover a Deus, mostrando que o principal atingido foi ele próprio, porque se trata de tua herança, teu Templo, teus servos, teus fiéis. Deus tem que libertar o seu povo em vista da sua honra pessoal e do nome com que se revelou no passado (Ex 3,l4). No exílio, o povo confia que Deus, seu pastor, irá liberta-lo. A súplica se transforma em ação de graças e o louvor já proclama a libertação futura.




Márcio - melodia, voz solo e guitarras
Vilza - Backing
Leandro - Baixo e Backing

100_7402
marcio
100_6374
leandro
100_7398
vilza

A                  E                  F#m                          D
Por vosso nome e vossa glória,     libertai-nos, ó Senhor!
A                  E                  F#m                          D     E
Por vosso nome e vossa glória,     libertai-nos, ó Senhor!

  

F#m                        E
    Invadiram vossa herança os infiéis, 
 F#m                      E
    profanaram, ó Senhor, o vosso templo,
D               C#m     Bm         E
    Jerusalém foi reduzida a ruínas! 
F#m                     E
       Lançaram aos abutres como pasto 
F#m                       E
     os cadáveres dos vossos servidores; 
F#m                    E
     e às feras da floresta entregaram 
D                C#m              Bm    E
os corpos dos fiéis, vossos eleitos.   


Derramaram o seu sangue como água 
em torno das muralhas de Sião, 
e não houve quem lhes desse sepultura! 
Nós nos tornamos o opróbrio dos vizinhos, 
um objeto de desprezo e zombaria 
para os povos e àqueles que nos cercam. 
Mas até quando, ó Senhor, veremos isto? 
Conservareis eternamente a vossa ira? 
Como fogo arderá a vossa cólera?    


Não lembreis as nossas culpas do passado, 
mas venha logo sobre nós vossa bondade, 
pois estamos humilhados em extremo.
Ajudai-nos, nosso Deus e Salvador! 
Por vosso nome e vossa glória, libertai-nos! 
Por vosso nome, perdoai nossos pecados!   
Obrigado por acessar o blog!!! Curta e compartilhe esta postagem !!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

sua participação é muito importante para nós