tutorial

Caros amigos, é simples localizar uma melodia aqui no blog, basta ir no box "pesquisar no blog" e escrever o parametro da pesquisa, seja o numero do salmo, ou uma frase, ou a data logo abaixo da janelinha do Facebook (aliás, visite minha página, mande um convite ou seja um seguidor). Você também encontrará as melodias nos arquivos do blog, onde são disponibilizadas por ordem de data cronologicamente. Você ainda tem a opção de receber as melodias novas no seu Email, basta cadastrá-lo no box "siga-nos em seu Email". Se você usar a melodia do blog, por favor, deixe um comentário com sua cidade e paróquia. Espero ajudar, boa Missa à todos.

Aos Salmistas...

Para cantar a ti, meu Senhor Jesus, quem me dera ter olhos de águia, coração de criança e uma língua polida pelo silêncio!
Frei Ignácio de Larrañaga

Ouça a radio cantesalmos

Ouça a rádio cantesalmos - para uma melhor navegação, click no link a seguir com o botão direito e escolha "abrir em uma nova guia"

Atalho do Facebook

pesquise no blog

Carregando...

siga-nos em seu email

Cantando os Salmos na Liturgia






Salmo: palavra grega que significa uma oração cantada e acompanhada de instrumentos musicais. 
são 150 ao todo, e formam o mais extenso livro da bíblia, nasceram para ser cantados, 
o que  não quer dizer que não se pode rezá-los. Porém a melhor forma de reza-los é cantando, 
são composições líricas, e constituem o livro de cantos do povo de Israel.

Função: Enriquecer a liturgia da palavra, é prolongamento meditativo e orante da palavra proclamada,
 em forma dialogal entre salmista e povo. Ele reaviva o diálogo da aliança entre Deus e seu povo, 
e  estreita os laços de amor e fidelidade.
O canto gregoriano imortalizou o louvor a Deus por meio dos Salmos. 
A liturgia recorre sem parar aos salmos, tanto na celebração eucarística, quanto na liturgia das horas.
 Infelizmente em muitos casos dá-se pouca importância a eles, 
ou até se troca por outro canto que nada dizem com o que é celebrado.

 

 

 

GRUPOS DE CANTOS / SALMISTA

Diferentemente de outrora, a igreja hoje quer ver o povo cantando , 
o cantor ou o grupo de canto  separado da assembléia está perdendo o seu sentido.
É conveniente lembrar que os músicos em geral, cantores, instrumentistas, 
salmistas, são parte integrante da liturgia e por ela devem ter o zelo.

OBSERVAÇÕES PRÁTICAS
É palavra de Deus:   após a primeira leitura proclama-se o salmo. 
Cuidadosamente escolhido ele tem relação direta com a primeira leitura.
Lugar de destaque: É palavra de Deus, por isso proclame-se da mesa da palavra, 
preferencialmente a do lecionário que para a liturgia eucarística representa a bíblia litúrgica.
Forma mais comum: Inicio do canto com o refrão, pelo salmista, 
sendo repetido por toda a assembléia. Após cada estrofe, feito pelo salmista, 
volta-se ao refrão só com o povo. Por isso o nome Responsorial, ou seja, Dialogal.
Silêncio: Observe-se um pequeno silêncio entre a primeira leitura e o salmo, 
cujo caráter é de interiorização. Pode ajudar uma breve motivação 
dando o sentido e situando o respectivo salmo.
Melodias: O refrão dos salmos apresenta ricas melodias, 
procurando traduzir o espírito da letra. Em blocos melódicos para facilitar o povo. 
Durante vários domingos, muda o texto, mas permanece a melodia com pequenas variantes.
A salmodia: por um ou dois salmistas se faz em forma de recitativo dando liberdade
 de interpretação e o cantor poderá adaptar o texto livremente. 
É quase um proclamar cantando.


O SALMISTA
Dignidade da função:  Você salmista, já se deu conta do quão digna
 e ao mesmo tempo requer responsabilidade a seu serviço como salmista?  A você 
cabe o proclamar a palavra de Deus, intermediar este diálogo com Deus,
 à Assembléia cabe escutar e participar nos refrões.
Estrelismo :Você salmista não deixa de ser um animador que deve 
levar a assembléia a participação plena e frutuosa  (SC 11). 
 Está reprovada a velha liturgia de missas concerto, 
mas ainda caímos nos mesmos erros de utilizá-la como espaço para brilho do agente de pastoral. 

Perfil do salmista:  O zelo à liturgia, requer um mínimo de preparo vocal e técnico,
 litúrgico e musical, na arte de entoar. Deve ser proclamado com clareza, dignidade,
 dando ao texto a força que sua mensagem contém .
Algumas dicas  para exercer bem seu serviço:
-          Zelo pela liturgia;
-          Evitar segunda voz para não inibir a assembléia;
-          Colaborar com a equipe de canto, não se fazendo destaque dela, ensaiando, orando etc.;
-          Ensaiar sempre o refrão do salmo com a assembléia;
-          Consciência de que para Deus, o melhor;
-          Participar das formações de liturgia e canto;
-          Salmodiar com segurança, sem ficar com a cabeça abaixada na letra;
-          Ter bom ouvido musical, boa voz, senso rítmico, etc.;
-          Envolver toda a assembléia no diálogo do salmo;
-          Não se sentir estrela, ter a humildade no receber críticas e elogios;
-      Principalmente, amar seu serviço, procurando sempre se aprimorar.

Algumas dicas a instrumentistas
Para o salmo, claro, também é parte integrante na proclamação, 
os instrumentistas, e vale dicas para o acompanhamento geral na celebração.
           -          Usar o instrumento com arte, somente para sustentar o canto;
           -          Nem todo instrumento é tocável em todas as partes da celebração. 
O salmo também é um canto que requer um instrumento mais suave;
-          Estar presente antes da celebração para o ensaio com a assembléia;
-          Participar das formações litúrgicas;
-          Ser humilde.


artigo postado originalmente em   http://pastoraldocantosjo.blogspot.com