tutorial

Caros amigos, é simples localizar uma melodia aqui no blog, basta ir no box "pesquisar no blog" e escrever o parâmetro da pesquisa, seja o numero do salmo, ou uma frase, ou a data, aproveita clica no link do Facebook no lado esquerdo. Você também encontrará as melodias nos arquivos do blog, onde são disponibilizadas por ordem de data cronologicamente. Você ainda tem a opção de receber as melodias novas no seu Email, basta cadastrá-lo no box "siga-nos em seu Email". Se você usar a melodia do blog, por favor, deixe um comentário com sua cidade e paróquia. Espero ajudar, boa Missa à todos.

Aos Salmistas...

Para cantar a ti, meu Senhor Jesus, quem me dera ter olhos de águia, coração de criança e uma língua polida pelo silêncio!
Frei Ignácio de Larrañaga

salmo 89, 31 de julho 2016 (31/07/2016)

Deus, confirma a nossa vida!
Oração coletiva de súplica, diante da fragilidade e brevidade da vida humana 

opção 01


*melodia disponibilizada por Portal da Musica Catolica interpretada por João Victor


D9                          Bm7        Gm7              D9   
Vós fostes, ó Senhor, um refúgio para nós!


  F                                          F/Bb
Vós fazeis voltar ao pó todo mortal,
              Dm7                F/C                 F/Bb
quando dizeis: “Voltai ao pó,filhos de adão!”
F                                                    F/Bb
Pois mil anos para vós são como ontem,
          Dm7              F/C            F/Bb   C
qual vigília de uma noite que passou.



Eles passam como o sono de manhã,
são iguais à erva verde pelos campos:
De manhã ela floresce vicejante,
Mas à tarde é cortada e logo seca.


Ensinai-nos a contar os nossos dias,
e dai ao nosso coração sabedoria!
Senhor, voltai-vos! Até quando tardareis?
Tende piedade e compaixão de vossos servos!


— Saciai-nos de manhã com vosso amor,/ 
e exultaremos de alegria todo o dia!/ 
Que a bondade do Senhor e nosso Deus/ 
repouse sobre nós e nos conduza!/ 
Tornai fecundo, ó Senhor, nosso trabalho.


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
opção 02



Disponibilizado por Comunidade Canção Nova



    E   E7+          A9        F#m7       E9/G#     A          B4
 — Vós fostes, ó Senhor, um refúgio para nós! um refúgio para nós! 
    E   E7+          A9        F#m7       E9/G#     A          B4
 — Vós fostes, ó Senhor, um refúgio para nós! um refúgio para nós! 


 A                        G#m7                   
  Vós fazeis voltar ao pó todo mortal, 
              A                     F#m7                 B4 B
quando dizeis: “Voltai ao pó, filhos de Adão!”
 A                                G#m7                      
  Pois mil anos para vós são como ontem,
           A               F#m7                B4  B
 qual vigília de uma noite que passou.


— Eles passam como o sono da manhã,/ 
são iguais à erva verde pelos campos:/ 
de manhã ela floresce vicejante,/ 
mas à tarde é cortada e logo seca.


— Ensinai-nos a contar os nossos dias,/ 
e dai ao nosso coração sabedoria!/ 
Senhor, voltai-vos! Até quando tardareis?/ 
Tende piedade e compaixão de vossos servos!


— Saciai-nos de manhã com vosso amor,/ 
e exultaremos de alegria todo o dia!/ 
Que a bondade do Senhor e nosso Deus/ 
repouse sobre nós e nos conduza!/ 
Tornai fecundo, ó Senhor, nosso trabalho.



--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Opção 03



*melodia do CD Liturgia XII, Padre Jose Weber. 



       G         C         G  C       Am    D      G
Vós fostes, ó Senhor, um refúgio para nós! (bis)


                G                         Em         Am  
1- Vós fazeis voltar ao pó todo mortal/ 
                D                     D7                   G
Quando dizeis: 'Voltai ao pó, filhos de Adão!'
              G                          Em         Am                         
Pois mil anos para vós são como ontem/ 
             Bm                D       D7           G
Qual vigília de uma noite que passou.


— Eles passam como o sono da manhã,/ 
são iguais à erva verde pelos campos:/ 
de manhã ela floresce vicejante,/ 
mas à tarde é cortada e logo seca.


— Ensinai-nos a contar os nossos dias,/ 
e dai ao nosso coração sabedoria!/ 
Senhor, voltai-vos! Até quando tardareis?/ 
Tende piedade e compaixão de vossos servos!


— Saciai-nos de manhã com vosso amor,/ 
e exultaremos de alegria todo o dia!/ 
Que a bondade do Senhor e nosso Deus/ 
repouse sobre nós e nos conduza!/ 
Tornai fecundo, ó Senhor, nosso trabalho.




salmo 68, 30 de julho 2016 (30/07/2016)

Este salmo nos mostra que não tendo mais a quem recorrer, nada podendo fazer, e, não tendo ninguém que o defenda, o salmista recorre a Deus numa espécie de desafio: que ele dê provas de seu amor e fidelidade. 





Leandro - melodia,  backing e intrumentos
Vilza - voz solo


C                    G               F                 C
No tempo favorável, escutai-me, ó Senhor!
Am                 G              F                  G
No tempo favorável, escutai-me, ó Senhor!


C     G/B              F                    C
Retirai-me deste lodo, pois me afundo!
Am    F                  G
Libertai-me, ó Senhor, dos que me odeiam,
C       G/B               F                  C
e salvai-me destas águas tão profundas!
Am       F            G
Que as águas turbulentas não me arrastem,
C       G/B                  F               C
não me devorem violentos turbilhões,
Am     F                   G
nem a cova feche a boca sobre mim!    (R)


Pobre de mim, sou infeliz e sofredor!
Que vosso auxílio me levante, Senhor Deus!
Cantando eu louvarei o vosso nome
e agradecido exultarei de alegria!   (R)


Humildes, vede isto e alegrai-vos:
o vosso coração reviverá,
se procurardes o Senhor continuamente!
Pois nosso Deus atende à prece dos seus pobres,
e não despreza o clamor de seus cativos.  (R) 



salmo 33, 29 de julho 2016 (29/07/2016)

Neste salmo somos chamados a sermos justos e clamarmos por Deus, assim, Ele estará sempre ao nosso lado. 


*Melodia disponibilizada por www.portaldamusicacatolica.com.br, com interpretação de Alex oliveira, da Banda Canal da Graça.




       A           C#m             D Ddim       E4  E7
Provai e vede quão suave é o senhor! (2X)


            F#m                                        C#m
1. Bendirei o senhor Deus em todo o tempo.
            D                                            A9
Seu louvor estará sempre em minha boca,
             Bm            C#m        D
Minha alma se gloria no Senhor;
        D                 Ddim           E4        E7
que ouçam os humildes e se alegrem!


— Comigo engrandecei ao Senhor Deus, 
exaltemos todos juntos o seu nome!
Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, 
e de todos os temores me livrou.

— Contemplai a sua face e alegrai-vos, 
e vosso rosto não se cubra de vergonha! 
Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, 
e o Senhor o libertou de toda a angústia.

— O anjo do Senhor vem acampar 
ao redor dos que o temem, e os salva. 
Provai e vede quão suave é o Senhor! 
Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!

— Respeitai o Senhor Deus, seus santos todos, 
porque nada faltará aos que o temem. 
Os ricos empobrecem, passam fome, 
mas aos que buscam o Senhor não falta nada.



salmo 145, 28 de julho 2016 (28/07/2016)

Deus é fiel aos oprimidos
Hino de louvor, proclamando a fidelidade de Deus, que fundamenta a confiança do povo



Leandro - melodia, voz e arranjos

D    A                     G                         A
 Feliz, feliz quem se apóia no Deus de Jacó!


G                  F#m
Bendize, minh'alma, ao Senhor!
G                     F#m
Bendirei ao Senhor toda a vida,
Em                    F#m G          A    A7
cantarei ao meu Deus sem cessar! (R)


Não ponhais vossa fé nos que mandam,
não há homem que possa salvar.
Ao faltar-lhe o respiro ele volta
para a terra de onde saiu;
nesse dia seus planos perecem. (R)

É feliz todo homem que busca
seu auxílio no Deus de Jacó,
e que põe no Senhor a esperança.
O Senhor fez o céu e a terra,
fez o mar e o que neles existe.


salmo 58, 27 de julho 2016 (27/07/2016)

Neste salmo, vemos o salmista sendo injustiçado por algum motivo, mas sua fé não se abala, e confiante no Senhor, tem a certeza da justiça que será feita e que o louvará por isso.





Leandro - melodia, voz e arranjos


C                 F          C            G               
Sois meu refúgio no dia da aflição.
C                 F          C   G      C
Sois meu refúgio no dia da aflição.



F                           G
Libertai-me do inimigo, ó meu Deus,
C         G/B                    Am                                                 
e protegei-me contra os meus perseguidores!
F                          G 
Libertai-me dos obreiros da maldade,
F                               G                        C      
defendei-me desses homens sanguinários!     (R)


Eis que ficam espreitando a minha vida,
poderosos armam tramas contra mim.
Mas eu, Senhor, não cometi pecado ou crime.   (R)


Minha força é a vós que me dirijo,
porque sois o meu refúgio e proteção,
Deus clemente e compassivo, meu amor!
Deus virá com seu amor ao meu encontro,
e hei de ver meus inimigos humilhados.    (R)


— Eu, então, hei de cantar vosso poder, 
e de manhã celebrarei vossa bondade, 
porque fostes para mim o meu abrigo, 
e meu refúgio no dia da aflição. 
Minha força, cantarei vossos louvores, 
porque sois o meu refúgio e proteção, 
Deus clemente e compassivo, meu amor!


salmo 137, 24 de julho 2016 (24/07/2016)

O salmista confia na presença de Deus, não hesita em pedir seu auxílio.

opção 01




*melodia disponibilizada por www.cançãonova.com, com interpretação de Nazaré Araujo.


                      C                        G                             Am7                G     
 Naquele dia em que gritei, vós me escutastes, ó Senhor!
                      C                       G                                 F          G            C   F  C
 Naquele dia em que gritei, vós me escutastes, ó Senhor!


          Am7                                          Em7         
 Ó Senhor, de coração eu vos dou graças,
               Am7                                                   Em7
porque ouvistes as palavras dos meus lábios!
                 Dm7         Dm/C                   G/B                
 Perante os vossos anjos vou cantar-vos 
                Dm7      F                                   G4     G
e ante o vosso templo vou prostrar-me.



 Eu agradeço vosso amor, vossa verdade, 
porque fizestes muito mais que prometestes;  
 Naquele dia em que gritei, vós me escutastes 
e aumentastes o vigor da minha alma.


 Altíssimo é o Senhor, mas olha os pobres, 
e de longe reconhece os orgulhosos.  
 Se no meio da desgraça eu caminhar, 
vós me fazeis tornar à vida novamente;
 Quando os meus perseguidores me atacarem 
e com ira investirem contra mim,
 Estendereis o vosso braço em meu auxílio 
e havereis de me salvar com vossa destra.


 Completai em mim a obra começada; 
ó Senhor, vossa bondade é para sempre! 
 Eu vos peço: não deixeis inacabada, 
esta obra que fizeram vossas mãos! 


---------------------------------------------------------------------------------------------------------
opção 02




Disponibilizado por Portal da Musica Catolica, com interpretação de Patricia Romania



         F                           Am   Bb             Gm            Csus
Naquele dia em que gritei, vos me escutastes, ó senhor!


        Dm                                      Am 
Ó Senhor, de coração, eu vos dou graças, 
                 Bb                                       F               F  C/E
porque ouvistes as palavras dos meus lábios!
     Dm                                   Am 
Perante vossos anjos vou cantar-vos 
    Bb            Gm                    Csus
e ante vosso templo vou prostrar-me.



Eu agradeço vosso amor, vossa verdade, 
porque fizestes muito mais que prometestes;
naquele dia em que gritei, vós me escutastes 
e aumentastes o vigor da minha alma.



Altíssimo é o Senhor, mas olha os pobres, 
e de longe reconhece os orgulhosos.
Se no meio da desgraça eu caminhar, 
vós me fazeis tornar à vida novamente;
quando os meus perseguidores me atacarem  
e com ira investirem contra mim,
estendereis o vosso braço em meu auxílio 
e havereis de me salvar com vossa destra.



Completai em mim a obra começada; 
ó Senhor, vossa bondade é para sempre!
Eu vos peço: não deixeis inacabada 
esta obra que fizeram vossas mãos!


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
opção 03





Disponibilizado por Comunidade Canção Nova, com interpretação de Karina Maria.


           D                    Bm  G                D                  A
Naquele dia em que gritei, vos me escutastes, ó senhor!
           D                    Bm  G                A                  D    A7
Naquele dia em que gritei, vos me escutastes, ó senhor!


     
           D                                            A
— Ó Senhor, de coração eu vos dou graças,
             G                                              D
 porque ouvistes as palavras dos meus lábios!/
   Bm                                             A
Perante os vossos anjos vou cantar-vos/
   G                       A                        D   A7
e ante o vosso templo vou prostrar-me.


Eu agradeço vosso amor, vossa verdade,
porque fizestes muito mais que prometestes;
naquele dia em que gritei, vós me escutastes
e aumentastes o vigor da minha alma.



Altíssimo é o Senhor, mas olha os pobres,
e de longe reconhece os orgulhosos.
Se no meio da desgraça eu caminhar,
vós me fazeis tornar à vida novamente;
quando os meus perseguidores me atacarem
e com ira investirem contra mim,
estendereis o vosso braço em meu auxílio
e havereis de me salvar com vossa destra.



Completai em mim a obra começada;
ó Senhor, vossa bondade é para sempre!
Eu vos peço: não deixeis inacabada
esta obra que fizeram vossas mãos!


salmo 83, 23 de julho 2016 (23/07/2016)

Neste salmo, vemos que o melhor lugar para estar é a casa de Nosso Senhor...a casa que nos abriga quando mais precisamos, lugar onde Nosso Deus faz sua morada. Muitos não encontram esta casa... mal sabem...que ela é enorme e cabe dentro de nossos corações.




Leandro - melodia, arranjos e voz
Cinthya - Voz 


C                   G/B            Am             G
Quão amável, ó Senhor, é vossa casa!
F                   Em           F          G        C G7
Quão amável, ó Senhor, é vossa casa!



Am                                         Em
Minha alma desfalece de saudades
Am                                         Em
e anseia pelos átrios do Senhor!
Dm                               C
Meu coração e minha carne rejubilam
Dm                     C                 Bb   G
e exultam de alegria no Deus vivo! (R)


Mesmo o pardal encontra abrigo em vossa casa,
e a andorinha ali prepara o seu ninho,
para nele seus filhotes colocar;
vossos altares, ó Senhor Deus do universo!
Vossos altares, meu rei e meu Senhor! (R)


— Felizes os que habitam em vossa casa; 
para sempre haverão de vos louvar! 
Felizes os que em vós têm sua força, 
caminharão com um ardor sempre crescente.

— Na verdade, um só dia em vosso templo 
vale mais do que milhares fora dele! 
Prefiro estar no limiar de vossa casa, 
a hospedar-me na mansão dos pecadores! 



pesquise no blog

siga-nos em seu email